Campus Tiradentes inicia restauração de pinturas e abre ateliê ao público

'Fuga para o Egito' será restaurada no campus Pampulha

O Campus Cultural da UFMG em Tiradentes inicia neste mês a restauração das pinturas sobre tela Anunciação e fuga para o Egito, ambas do século 18, de autoria desconhecida, pertencentes ao acervo do Museu Casa Padre Toledo (MCPT). A atividade está vinculada ao projeto de extensão Preservação e documentação do acervo do MCPT, que fomenta ações com foco na restauração, conservação e documentação contínua de itens do patrimônio histórico e artístico do Museu. 

Anunciação será restaurada no próprio Museu Casa Padre Toledo, e visitantes poderão acompanhar o processo no ateliê. O trabalho com Fuga para o Egito será no Laboratório de Conservação-Restauração de Pintura do Curso de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis, da Escola de Belas Artes (EBA), com atividades formativas para os estudantes.   

O trabalho será coordenado pelas professoras Giulia Villela Giovani e Maria Alice Sanna, do Curso de Conservação-Restauração de Bens Culturais Móveis da EBA. O projeto, que também se desdobra em atividades de ensino e pesquisa, terá participação de professores, servidores técnico-administrativos e estudantes de graduação e pós-graduação.

Para dar início às atividades, foi feita documentação fotográfica sob luz visível e luz ultravioleta, que auxilia no diagnóstico do estado de conservação e registro das obras.

O projeto conta com o apoio do Laboratório de Ciência da Conservação (Lacicor) e do Centro de Conservação e Restauração, ambos vinculados à Escola de Belas Artes, e também do Laboratório de Preservação de Acervos da Escola de Ciência da Informação e do Acervo Artístico da UFMG, gerido pela Diretoria de Ação Cultural (DAC). 

‘Anunciação’: ateliê de restauração fica no Museu Casa Padre ToledoDivulgação

Sobre as obras
As duas pinturas sobre tela integram o acervo artístico preservado pela Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade. Ambas foram doadas por Afonso Arinos Mello Franco de Andrade. Anunciação representa a anunciação do Anjo à Virgem Maria – são retratados querubins, nuvens e flores. Fuga para o Egito, por sua vez, mostra a famosa cena de Maria, José e o Menino Jesus em retiro. Investigações sobre procedência e autoria das obras estão nos planos da equipe do Museu Casa Padre Toledo.

Essas obras ficaram acondicionadas em reserva técnica por longo período e, após o processo de restauração, serão incorporadas novamente à exposição de longa duração do museu. 

A coordenadora do Campus Cultural UFMG em Tiradentes, Verona Segantini, comemora a “retomada de atividades presenciais que se desdobram em ações de pesquisa, ensino e extensão”. Desde março de 2020, com o fechamento do Museu Casa Padre Toledo em virtude da pandemia, as equipes privilegiaram ações relativas ao acervo e projetos estruturantes como pesquisa, documentação e diagnóstico do estado de conservação dos itens que compõem a coleção. “Após meses de planejamento, a volta das atividades presenciais torna-se viável, com atenção a todos os protocolos para a segurança das equipes e do público”, afirma a professora, vinculada ao Departamento de Artes Plásticas da EBA. 

As visitas poderão ser agendadas pelo e-mail campustiradentes@dac.ufmg.br, o mesmo usado para solicitar informações.

(Por Assessoria de Comunicação do Campus Cultural UFMG em Tiradentes)

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Relacionados